Adeus Ano Velho: a maior lição que 2017 me ensinou

Se tem uma coisa que 2017 me ensinou, com certeza, foi sobre o tal autoconhecimento. No começo, eu pensava nesse assunto com desdém total, afinal, como seria possível não conhecermos nós mesmos? Mas a vida não tá pra brincadeira, e é só dizer "desta água não beberei" que ela te põe frente a frente com um oceano.

Eu sempre tive muitas perguntas sobre a vida, e ainda tenho várias. Essas dúvidas emboladas na correria do dia a dia, às vezes, me deixavam pra baixo e me faziam ignorar meus próprios pensamentos e sensações. E nada funciona quando você ignora o que sente. 

Foi aí que, nesse ano, comecei a ler mais sobre autoconhecimento. Não teve um momento específico, não começou com um livro ou com a palavra de alguém. Foi algo natural, e assim, comecei a ter gosto e cada vez mais buscava respostas para minhas perguntas. Também, surgiram pessoas na minha vida que vivem tão bem consigo mesmo que me inspiraram. Sabe quando tudo se encaixa pra que você siga no caminho que está? Pois é, um monte de detalhes me fizeram buscar mais de mim mesmo.
Olhar pra dentro de si nem sempre é gostoso. Às vezes, achamos coisas que não deveriam estar lá. Medos, inseguranças, preconceitos... Tudo isso pode (e deve!) ser entendido bem a fundo para que possa ser mudado. 

Antes de mudar algo, é preciso conhecê-lo! A verdade absoluta não existe. Não é porque o outro está certo que eu estou errada; há mais faces do que podemos enxergar. A gente acha que mudança é um bicho de sete cabeças mas quer coisa mais bonita do que a desconstrução? É libertador quando vemos que não há verdades absolutas nos prendendo. É lindo viver uma vida mais leve e longe de amarras. 

Mudar nem sempre é fácil: geralmente dói e a gente cai em contradição. A Maira Medeiros, do canal Nunca Te Pedi Nada, fez uma analogia que vale a pena refletir:



Autoconhecimento é um trabalho diário que depende de muita análise imparcial. É nesse momento em que aprendemos a não julgar nada, nem ninguém. Isso te leva a pensar e agir com empatia... É como uma escada, cada dia você sobe um novo degrau.

Termino 2017 com um agradecimento à todos que me permitiram, mesmo sem saber, me conhecer melhor, desconstruir e mudar. Continuarei nesse processo dia após dia e, se você quiser conversar mais sobre o assunto ou ler posts como esse, é só me deixar um comentário!

You Might Also Like

1 comentários

  1. 2017 pra mim, também foi um ano de autoconhecimento. Cada dia, me conheço cada vez mais. Também acabou sendo uma coisa natural. 😊

    Conheça meu Blog ♡

    ResponderExcluir